• TECNOLOGIA
  • REFERENCEIT
  • REDES SOCIAIS
  • CHATBOT
  • INOVAÇÃO

Os apps eram legais, mas os bots são o futuro (presente?)

18 de junho de 2017

Estamos entrando em uma nova era e poucas empresas de tecnologia, mais precisamente de desenvolvimento de software, acordaram. 

Explico

Quem é um dinossauro no desenvolvimento de aplicativos, pôde acompanhar nos últimos anos várias quebras de paradigmas e ajustes na arquitetura de softwares. Passamos por uma evolução clara no modelo de desenvolvimento de sistemas para PC e Mobile, ambos seguindo o mesmo caminho e tendo como impulsionadores adventos como comunicação e tecnologia de hardware. Tudo ocorreu (e ocorre) de maneira tão linear, que podemos traçar um paralelo bastante claro que nos mostra de onde viemos e para onde vamos, acompanhe.

1) Hardware - Quando falamos em desenvolvimento de softwares para PC, temos pontos cruciais como a invenção do mouse, evolução nos processadores e placas de vídeos, entre outros pontos a serem observados. Na era mobile, nada diferente: entramos na era touch screen, os processadores dos dispositivos mobile evoluíram e impulsionaram a nova fase: Sistemas Operacionais.

2) Sistemas Operacionais - Com os hardwares evoluindo constantemente, a indústria de softwares acompanhou, evoluindo os sistemas operacionais que dão subsídios para uso desses dispositivos. Novamente, temos um cenário bastante semelhante: nos PC's, foram lançados sistemas operacionais como Windows 3.1, trazendo o advento de interfaces gráficas, enriquecendo a experiência do usuário. Novamente, nos dispositivos mobile, foram marcados pelo lançamento dos sistemas operacionais Android e iOS, corroborando com a mesma etapa evolutiva do desenvolvimento de softwares para PC's.

3) Comunicação - No momento em que tínhamos sistemas operacionais altamente gráficos e evoluídos, tínhamos ali um problema que limitava a evolução dos aplicativos, era a comunicação. Novamente, na era PC, entramos no advento da ADSL, aumentando de maneira absurda a velocidade de conexão e impulsionando o paradigma de desenvolvimento de softwares: começamos a migrar para as nuvens. Até então, os softwares eram embarcados (instalados localmente) nos PC's, ocupando espaço, ocasionando problemas com versionamento, entre outros contratempos. Com a comunicação evoluindo, os softwares começaram a ser migrados para a nuvem (Office 365, etc), liberando espaço em nossos computadores e sendo acessíveis de qualquer dispositivo com web. Pois bem, nos dispositivos mobile, está acontecendo o mesmo: a comunicação evoluiu. Temos hoje tecnologia 4G e já em testes e realidade em alguns locais, 5G. Os app's mobile, estão migrando para as nuvens (transformando-se em web-apps) e já ocorre uma queda considerável no desenvolvimento de apps nativos (nem vou entrar no mérito de outros problemas relacionados a esse tipo de abordagem, como por exemplo o fato de que, a cada 4 apps baixados, 3 são removidos do celular após o primeiro uso). 

Diante de todo esse cenário, temos a certeza de que app's estão em declínio e, uma abordagem no mínimo sensata, seria a adoção de WebApps (uma boa seria considerar o uso de Progressive Web Apps). O contrário disso, seria como investir em um softwares Windows Forms para PC, que todo desenvolvedor sabe do que estou falando, é passado e, salvo raríssimas exceções não se aplica mais no mundo de softwares corporativos ou comerciais. 

Agora vamos ao que interessa

Como tudo evolui, é claro que as coisas não pararam por ai. No final do ano de 2015, a ReferenceIT Tecnologia começou a acompanhar algo bastante interessante que começará a ganhar notoriedade na comunidade de desenvolvimento: Os ChatBots!

A verdadeira evolução dos app's estão ali e explico porque. Não precisamos ser gênios para responder a uma simples questão: que tipo de abordagem domina totalmente nossas vidas, quando falamos em tecnologia? 

São as Redes Sociais.

https://www.youtube.com/watch?v=3y997egqEZQ

Bem, os ChatBots estão ligados adivinhem onde? Ali mesmo, nas Redes Sociais. E tem mais por aí: além do fato de engajamento e facilidade de comunicação com as pessoas, os bots tem a missão de mudar completamente a maneira de interagir com seus usuários, não mais iremos operar um sistema, vamos conversar. Você quer comprar algo? Navegue por menus conversando com uma pessoa.. ou melhor, me desculpe, um robô. Quer perguntar algo? Pergunte a ele! Dúvidas? Ele lhe responde. Precisa saber onde tem uma farmácia próxima? Adivinha. Ele lhe guia, inclusive traçando a rota e desviando dos possíveis congestionamentos. 

As possibilidades são infinitas, desde processos operacionais, comerciais ou até mesmo softwares corporativos. Os bots vieram para ficar e quem diz isso não sou eu, hein? Eu, como bom desenvolvedor, somente concordo com o cidadão abaixo.

E a ReferenceIT?

Como citado acima, nós temos acompanhado de perto essa evolução e trabalhamos em um produto bastante interessante, o eBot. Caso tenha interesse sobre o assunto, nos colocamos inteiramente a disposição para apresentações relacionadas ao tema, além de ter o prazer de demonstrar nosso produto. Confira mais detalhes aqui.